Pura Vida

Novo repertório

Pura Vida
(banda sonora)

Em Pura Vida (banda sonora) Mísia canta Fado que não é triste nem alegre, como ela gosta de dizer. É o Destino. Neste álbum a voz está rodeada por uma surprendente e nova sonoridade musical.

"Ausência"

PURA VIDA (banda sonora) - MAKING OF

SENTIMENTOS E VONTADES

Depois de viver dois anos que, foram - pelos piores motivos - uma aprendizagem vital de decisiva importância, sou a mesma mas sou diferente.
De facto tudo mudou
Também e sobretudo o meu trabalho, que sou eu - não há fronteiras .

Eis aqui a banda sonora deste período , onde há céu e inferno, dureza e paixão. Fados de amarga saudade, músicas de coração e osso, rosas negras, ausência, lágrimas e renascimento.

As músicas de Pura Vida são pura música, puras notas musicais totalmente livres de regras, porque já não preciso pertencer a nenhum género ou tribo depois do que vivi.
Não consigo nem quero banalizar isto.

Penso que o Fado não é alegre nem triste , é a Vida , o Destino.
Só uma música com a esta nobreza permite usar as suas melodias mais simbólicas como um pintor usa as cores primárias para dizer com elas tudo o que o sua alma precisa.
Por isso digo que neste álbum há músicas de fados mas não é um disco de Fado.

Pura Vida (banda sonora), está cheio de brechas, de rugosidades, e às vezes um pouco de "seda, veludo e lã".
A guitarra portuguesa é o Céu e a guitarra eléctrica o Inferno.
O sentimento trágico , é transmitido neste trabalho, através da guitarra eléctrica.
Não se trata pois de ser "pop ou moderno", pelo contrário.
Atrevo-me a dizer que há uma beleza cinematográfica nos arranjos de Fabrizio Romano.
Não é este um disco para anestesiar o público . É um disco que procura o "outro" , o eco na fragilidade e incapacidade que todos nós já alguma vez sentimos.
O místico Rumi disse que a ferida é o lugar por onde a luz entra
Neste caso trata-se de pedir que ouçam a diferença . A beleza, a força e a humildade que a passagem por um calvário nos pode trazer. A ânsia de um caminho através das palavras de Miguel Torga, Tiago Torres da Silva e Vasco Graça Moura , entre outros.
E por fim , a vontade de viver e de cantar sem medo de mostrar as cicatrizes.

Mísia
Lisboa, Fevereiro 2019

Mísia, sabe-o bem, que a pura vida acontece quando esta se deixa contaminar pelas emoções, pelas ideias e pelas vivências. A pura vida carrega as marcas - as visíveis e as invisíveis - de quem nela se atravessa. É isso que Mísia canta, com alma de quem bem sabe com quantas mágoas se tece um xaile negro. Esta fadista soube amar Amália e muitas outras vozes, de poetas e marujos, de compositores e músicos, que com ela ergueram um singular percurso e repertório de mais de 25 anos de entrega a palcos e estúdios, apontando tantas vezes caminhos e espaços que o fado não conhecia, mas que ela se atreveu a trilhar porque sentia que tinha que ser. Porque sentia.

Em Pura Vida (banda sonora) Mísia volta a cantar o fado, que não é triste, nem alegre, como gosta de dizer. É Destino. Volta a cantar os sentimentos e emoções com a sua grandeza e miséria em igual medida. Com os fados escolhidos para Pura Vida (banda sonora), Mísia pretende cantar o léxico e a gramática das emoções: a Ausência, o Corpo, o Destino, os Homens a Pele e a Saudade, o tudo e o quase nada. A Pura Vida em estado puro. "E outras letras do abecedário", garante ela. Tudo isto recorrendo a fados clássicos e a alguns inéditos.

A palavras de Miguel Torga, Vasco Graça Moura, Tiago Torres da Silva e outros. A algumas músicas em castelhano que fazem parte da sua vida, do seu ADN. Companheiro essencial neste trabalho, o músico napolitano Fabrízio Romano, que coproduz o trabalho com Mísia e que é ainda o diretor musical e responsável por todos os arranjos. Convidados nesta aventura vital são o artista argentino Melingo, o fadista Ricardo Ribeiro, o jovem guitarrista Gaspar Varela e o músico catalão Raul Refree. Porque a vida, a pura vida, faz-se de certezas, obviamente, mas também de surpresas.

Rui Miguel Abreu

Agenda

11 de Abril

Mini Concerto no Museu do Fado às 19:00
Artista convidado Gaspar Varela

Concerto esgotado

12 de Abril

PURA VIDA ( banda sonora)
Show case Fnac Chiado Lisboa às 19:00
Artista convidado Gaspar Varela

+ info

05 Junho

"Para Amália"
Sala BBK Bilbao - Espanha

+ info

22 Maio

Mísia será a convidada de
Conversas do Museu com Nuno Pacheco
Museu do Fado

25 Junho

PURA VIDA (banda sonora)
Apresentação em Portugal
Teatro Municipal São Luiz

+ info

04 Julho

Teatro Spitelberg
Viena - Áustria

+ info

Mísia

CO-PRODUÇÃO E EDIÇÃO
Liberdades Poéticas e Museu do Fado

Concepção e autoria do Projecto: Mísia
Produção Musical: Mísia e Fabrizio Romano
Direcção Musical: Fabrizio Romano
Arranjos: Fabrizio Romano

excepto

Rosa Negra no Meu Peito II – Paulo Gaspar

Lágrima – Raul Refree

Ouso Dizer – Luís Guerreiro e Fabrizio Romano

Gravado no Atlântico Blue Studios, em Janeiro de 2019
Técnico de Som André Tavares
Mistura e Masterização: António Pinheiro da Silva

MÚSICOS
Cláudio Romano – Guitarra Elétrica (nos temas 2, 6 e 10)
Fabrizio Romano – Piano (nos temas 3, 4, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13 e Bónus Track)
Filipe Felizardo – Guitarra Elétrica (nos temas 9, 12 e Bónus Track)
Luís Cunha – Violino (nos temas 4, 6, 8, 9, 10, 11, 12, 13 e Bónus Track)
Luís Guerreiro – Guitarra Portuguesa (nos temas 2, 3, 4, 6, 9, 11, 12 e Bónus Track)
Paulo Gaspar – Clarinete Baixo (nos temas 1, 4, 6, 9, 10, 11, 13 e Bónus Track)
Pedro Santos – Accordeon (nos temas 8 e 13)
Walter Hidalgo – Bandoneon (nos temas 3, 8, 10 e 13)

CONVIDADOS
Daniel Melingo - Voz (no tema 3)
Gaspar Varela - Guitarra Portuguesa (no tema 7)
Raul Refree – Guitarra Elétrica (no tema 5)
Ricardo Ribeiro - Voz (no tema 10)

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

Apoio Antena 1